Skip to content

Metaverso: O que as empresas podem fazer no universo virtual

Metaverso: O que as empresas podem fazer no universo virtual

O metaverso é um ecossistema que abrange diversos tipos de tecnologia como realidade virtual e aumentada, tecnologias derivadas de blockchain como NFTs e criptomoedas, redes sociais e inteligência artificial. 

 

O metaverso pode ser considerado um universo virtual onde as pessoas interagem umas com as outras por meio de personagens únicos chamados de ‘avatares’. Por meio das tecnologias mencionadas, o universo tenta recriar aspectos da vida real, dessa maneira, as pessoas poderão se comunicar entre si por diferentes canais, se divertir com jogos realistas e imersivos, trabalhar e até fazer negócios.

 

Embora possa parecer que a ideia do metaverso esteja distante, muitas empresas já estão fazendo grandes investimentos em projetos para poder participar e fazer negócios nesse universo virtual de diferentes formas.

 

Trabalho no metaverso

 

Nesse universo, o contato com outras pessoas emulará o contato presencial por meio de novas tecnologias. Atualmente muitas empresas já implementaram o modelo híbrido ou remoto de trabalhar, fazendo com que os empregados conversem entre si por chats e videoconferências, eliminando a necessidade de sair de casa para ir ao escritório. 

 

No metaverso, será possível revolucionar o trabalho colaborativo remoto de uma maneira mais imersiva por meio de hologramas que estão cada vez mais próximos de serem usados no mundo corporativo.

 

A empresa automotiva alemã BMW está investindo no metaverso com o intuito de construir uma fábrica virtual idêntica a uma fábrica real que existe na Alemanha. Dessa maneira, os trabalhadores da empresa poderão avaliar colaborativamente e remotamente qualquer modificação na linha de produção nas etapas preliminares do planejamento de cada projeto.

 

Vendas de produtos virtuais no metaverso

 

A ideia do metaverso é ser um universo altamente customizável onde as pessoas têm total poder de personalização de seus avatares. A partir dessa ideia, as pessoas poderão comprar itens virtuais para seus avatares, como propriedades e terrenos, peças de roupa, bebidas, etc….

 

Sendo assim, diversas empresas que atuam no varejo, especialmente na indústria da moda estão investindo em produzir coleções e produtos que podem ser consumidos e usados no metaverso. Marcas como Gucci, Balenciaga e Louis Vuitton já estão vendendo produtos virtuais ligados a esse universo. 

Vendas de produtos reais no metaverso 

 

Um dos pilares do metaverso é reproduzir o universo da vida real virtualmente, sendo assim, grandes empresas tem o intuito de construir e lançar grandes lojas virtuais, onde os clientes que entram nelas terão acesso a uma variedade de experiências virtuais imersivas e poderão comprar produtos virtuais para seus avatares ou até produtos reais que serão entregues em suas casas ou retirados em pontos físicos depois da compra virtual (Omnichannel).

 

Essas empresas incluem grandes players na indústria de ‘Groceries’ (Supermercados), onde as pessoas poderão ir a supermercados virtuais idênticos aos reais, fazer as compras virtualmente e receber os produtos sem sair de casa.

 

Eventos virtuais

 

Esse novo universo pode mudar a maneira de conectar pessoas remotamente, não só no trabalho, mas também em eventos com grandes públicos, onde os limites do mundo virtual são muito menores. 

 

Esses eventos que podem ser sedeados virtualmente incluem conferências, exposições de arte, e shows de uma forma cada vez mais imersiva e de fácil acesso, onde artistas poderão explorar formas de entretenimento que não seriam possíveis no mundo real. 

 

Essa revolução no mundo do entretenimento não está tão distante. Em 2020, durante a pandemia, o cantor Travis Scott fez um show online ao vivo no videogame Fortnite, onde mais de 27 milhões de jogadores simultâneos viram um show gratuito com uma experiência imersiva onde os jogadores pareciam estar perto do cantor. 

 

ESHOPPER e o metaverso

 

Um dos principais valores da ESHOPPER é ser uma empresa à prova do futuro. Hoje já podemos ver tendências no mercado do ecommerce em relação ao surgimento das tecnologias que abrangem o metaverso. Com isso, nossa metodologia de análise está constantemente mudando para nos adaptar às mais novas mudanças e tecnologias relacionadas ao varejo eletrônico, e é claro que as trends do metaverso no ecommerce não ficarão de fora. 

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!


Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.

DIGITAL RANKING ESHOPPER 2022

Quer estar entre os 100 melhores ecommerces do Brasil?