Skip to content

Como o cross-sell pode aumentar as suas vendas no seu ecommerce

Cross Sell

É comum acontecer de o consumidor ir até uma loja em busca de um produto específico, mas deixar o local com dois ou mais itens que complementam o artigo necessário para suprir a sua necessidade. Essa tática de oferecer um item complementar ao escolhido pelo cliente é chamada de cross-sell.

Essa técnica é uma excelente oportunidade para empresas que querem aumentar o seu faturamento, seja no ambiente físico ou online. Mas ela deve ser feita por meio de um estudo que considere os desejos do comprador, apresentando produtos que realmente agregarão à compra principal.

Ela deve ser baseada em uma persona bem definida e boas estratégias de marketing, que englobam as necessidades e os objetivos que a marca tem para o curto e para o longo prazo. 

Essa especificidade se dá pelo fato de que é preciso conhecer muito bem os seus consumidores para alcançar o resultado esperado, por isso há a necessidade da realização de diversas análises mensais.

 

Para o que serve a técnica cross-sell?

 

Se tratando de ecommerce, a técnica cross-sell é importante para aumentar o ticket médio de compra dos consumidores. Com ela, o cliente complementa a sua compra principal com itens que podem tornar o uso do produto ainda mais satisfatório. 

A ideia ao aplicar o cross-sell é gerar benefício para os dois lados: o do consumidor, que deseja suprir uma necessidade, e o do ecommerce, que precisa aumentar o seu faturamento.

Basicamente, um bom cross-selling mostra itens relevantes ao usuário, acompanhados de uma introdução, como “você também pode se interessar por” ou “confira outras ofertas especiais”, que farão com que o consumidor se sinta compreendido e especial ao receber um anúncio personalizado.

Por outro lado, há alguns erros que precisam de atenção e devem ser evitados, como, por exemplo, mostrar ao usuário produtos aleatórios, que não tenham relação com o produto que ele escolheu. 

 

Além do aumento do ticket médio e faturamento, veja outros benefícios do cross-sell

 

Conforme falado no início do artigo, gerar aumento nas vendas costuma ser o grande objetivo de um ecommerce que adota a técnica cross-sell.

Além da melhoria na receita, essa tática pode gerar muitos outros benefícios para um negócio. Veja abaixo:

 

Melhora dos resultados do checkout

Um bom checkout faz toda a diferença na hora de concluir uma venda. Nessa etapa de conclusão da compra, o cliente deve encontrar informações relevantes sobre os processos de confirmação, entrega, dados cadastrais, trocas e devoluções

 

Proximidade entre cliente e marca

De forma indireta, o cross-sell ainda pode melhorar o relacionamento entre o cliente e a marca, pois o consumidor receberá uma oferta personalizada de acordo com a sua pesquisa e com o produto que precisa para suprir uma necessidade. 

Ou seja, será mostrado ao cliente artigos que, se forem adquiridos na mesma compra, farão com que ele se sinta muito mais satisfeito, por melhorarem o desempenho do item principal ou até mesmo para complementá-lo.

Por exemplo, um cliente navega em um ecommerce de Casa e Decoração em busca de um sofá para a sua sala. Usando a técnica cross-sell, o site pode mostrá-lo outros produtos que tenham relação com o sofá, como, por exemplo, almofadas, pufes, móveis de apoio para os pés, mesinha de centro, suporte de copos para o braço do sofá, entre outros.

Assim, o cliente vai perceber que a oferta foi personalizada para ele e que ele é importante para a loja.

 

Diminuição do índice de carrinhos abandonados

De acordo com um estudo realizado pelo Baymard Institute, a média de carrinhos abandonados em ecommerces chega a 69%, o que é um resultado prejudicial para quem deseja aumentar o faturamento.

Por isso, implantar o cross-selling no carrinho de compras é uma boa estratégia. Ao adicionar produtos complementares àqueles deixados pelo cliente no carrinho, ele pode se interessar a adquiri-los, gerando um efetivo aumento de receita e uma redução do abandono dessa etapa tão crucial da compra.

 

49% dos ecommerces adotam a estratégia de cross-sell

 

De acordo com a análise ESHOPPER, 49% dos ecommerces avaliados no Digital Commerce Ranking ESHOPPER possuem a estratégia de cross-sell em seus sites. 

Ao pensar em adotar estratégias de cross-sell, é importante contar com uma agência especializada, para fazer o desenvolvimento correto das análises, criar a persona ideal para a sua marca, além de usar técnicas de marketing pensadas para o desenvolvimento do negócio. 

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!


Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.

DIGITAL RANKING ESHOPPER 2022

Quer estar entre os 100 melhores ecommerces do Brasil?